segunda-feira, novembro 27, 2006

Eu não nasci de óculos..

..Mas eu nasci de brincos! Quer dizer, quase. Sai da maternidade já portando os meus bling-blings.

Sair da maternidade de brincos é tradição na minha família. Tanto por parte de mãe, como por parte de pai. Toooooodas as mulheres da família usam brincos, sem exceção.

Pois imagine você, que nos últimos meses eu andava por aí, toda jujurú, sem os meus brincos. Numa visita ao supermercado uma vez, um deles caiu da minha orelha no chão, e evaporou-se. Procurei tanto, tanto, que acho que o pessoal de segurança já estava de olho em mim. Não adiantou, porque o danado do brinco escafedeu-se para sempre! Fiquei p. da vida! Porque os meus brinquinhos de argola, que eram de ouro, e bastante antigos, era a única jóia que eu usava, tirando o combo aliança-anel de casamento que eu tenho.
Faz bastante tempo que já não sou de usar muito ou jóia ou bijouteria. Faz alguns anos que eu faço o gênero clean, usando o mínimo. Mas o que eu uso, eu uso porque eu gosto mesmo. De vez em quando me dar na veneta de usar uma outra buginganga qualquer, porque buginganga até que eu tenho aos montes.

Mas os brinquinhos, estes não podem faltar. Imagina, logo eu que nasci de brinco. Ou quase!
Na minha casa é assim: Tá prenha, já sabe o sexo, é menina? Brinco nela! haha! Minha mãe vai logo às compras. A minha sobrinha, antes de nascer já tinha bling-bling de ouro 18, uns brinquinhos super pequeninhos, em formato de maçãs.

E falando nisso, mulher sofre pra caramba em nome da vaidade, não é não? Até a minha sobrinha passar pelo "batizado", eu pensava que as enfermeiras no hospital tinham uma maquininha de enfiar brinco na orelha. Haha! Fiquei horrorizada assistindo a enfermeira enfiar os brinquinhos minúsculos nas orelhinhas minúsculas da minha sobrinha (que tinha menos de 24 horas de vida) usando as próprias mãos. A mulher segurou a menina por baixo de um sovaco, e com a outra mão tascou o brinco nela. O meu horror durou uns 10 segundos, o total do tempo que a minha sobrinha chorou. E pronto, lá estava ela linda e vaidosa, de brinquinho de ouro.

Alguns anos atrás, logo quando eu engravidei do meu filho, antes de saber o sexo, eu já falava nos benditos brincos. E meu marido, americano, horrorizado "Vai botar brinco na menina recém nascida não. Tá doida?"
Veja só que danação teria sido se esse menino tivesse nascido menina? Desses brinquinhos eu não abro mão. É tradição, lembra? E aqui neste país parece que o povo não é muito ligado nisso não. As vezes eu vejo bebê novinho nos cantos, não posso nem fazer um comentário "Que linda a sua filhinha... ou filhinho?!", ora essa, essas meninas aqui não nascem de brincos, assim não dar! Ouvi uma colega americana dizer uma vez "não vou botar brincos na minha filha não. Eu não acredito em brincos" Não acredita em brincos? Brinco é ceita religiosa? Que danado de coisa pra dizer é essa? Mas mesmo assim me arrolhei, sorri educadamente, e pronto, fim da conversa. "Não acredito em brincos!" É cada uma que eu escuto.

Mas é, esse tre-le-lê todo é pra dizer que comprei um par de brinquinhos novos pra mim. De ouro, argolinha pequeninha, nada espalhafatoso. Mas andar por ai sem brincos, é que não da né?

15 comentários:

Lia Noronha disse...

Laurinha: eu tbém sai de brinquinhos da maternidade...hj em dia nem se faz mais isso com as crianças...ficávamos com uma linha até a orelha secar.
Beijos e boa semana pra vc e sua família.

Maitê disse...

Laurinha, tbém sai da maternidade de brinco. Só que minhas orelhas são do tipo frescas. Só posso usar ouro. Caso contrário, é um coça-coça sem fim... Bjos e valeu por ter votado... Abs

Laura disse...

Eu tambem tenho orelha fresca, Maite. Se nao for de ouro ou prata, ou inflama ou da alergia

um pouco de mim disse...

Oi Laura,

Eu nao me lembro de mim sem brincos, mas gosto de brincos de bijouteria, nao sou chegada a ouro ... os modelos bonitos sao carissimos e os tradicionais , acho meio breguinha...portanto me acabo nas "bijous", acho que tenho mais de 50 brincos, alguns ate bem carinhos ...
Mas minha orelha e boazinha posso usar brinco ate de arame enfarpado...hehe
beijos

Bruna disse...

Eu ainda tenho os meus briquinhos de maça!
Eu tava até usando um dia desses.
...nao sabia que sofri tanto pra colocar brinco. Meu Deus! Eu pensei que tivesse furado na maquina!
Ah, sair sem brincos, nem pensar!
Lembra quando eu me desesperei, ja quando estava pra sair de casa pra viajar, porque nao achava meus brincos?! lol, Paulzinho tinha escondido ^^

leila disse...

Eu parei de usar brinco quando o Chris nasceu (para evitar que ele pegasse e engolisse - olha a paranóia). Acho que os furos fecharam.

cilene disse...

Parabens pelo brinco...aqui tambem nao tem essa tradicao..cilene...vc sabe esse beta nao aceita o endereco do meu blog..

Andréa Brelaz disse...

Tanto eu como minha irmã, Lívia, tivemos nossas orelhas furadas quando éramos bebês.

E na minha adolescência, quando estudava no Marista existia uma "moda" de por outro(s) brinco(s) (não sei se vc lembra) com uma maquininha tipo "grampeador" na Loja Mesbla (lembra???).

No meu caso eu me permiti fazer esses 2º furos, pois naquela época a enfermeira furou os meus muito juntinho do rosto/pescoço. Aí, deixei de usar os furinhos antigos e passei a usar esses.

Quando Marina nasceu, em nov/2000, o Hosp. D'Ávila não permitia que furassem as orelhas das meninas pois tinha acontecido (há uns anos atrás)um erro de furar as orelhas de um menino(bebê).
Então tive que pagar "por fora" uma enfermeira de lá p/ furar (c/ uma agulha) e graças a Deus que Marina não tem problema de alergia a brincos (pode ser qualquer um:ouro,prata,bijouteria).

Quanto a mim, adoro brincos, principalmente argolas(douradas,prateadas,pequenas,médias,grandes,etc. ;)

Andréa Brelaz disse...

Laurinha!

Te enviei um e-mail. Aguardo contato!

beijinhos

Marcia disse...

Quando eu era criança minha mãe me levou no farmaceutico pra ele furar minha orelha. Alguns dias depois a orelha infecionou e ela teve que tirar. Mas quando eu ja era grandinha, furei de novo, e dessa vez fiz 3 em cada orelha hahaha. Mas hoje só uso dois e dificilmente troco de brinco :)

Tom, um ser diferente... disse...

Ai Ai, Laurinha...
Tu é muita onda!
Ainda bem que nasci homem! Tenho aflição de brincos, piercins e tudo mais que fura!

Ops! Nem tudo!
Hahahahahahaha

Beijos,
Tom

Pry disse...

Isso ja aconteeu comigo de eu perguntar pra uma mae aqui , e ela me responder: nao.. a minha filha que decida quando ela iver 18 anos! 18 anos?? ta doida..
Uma vez tbem perdi um de ouro e tbem de argola.. q na verdade era de minha mae.. ai q raiva.. eu adoro brincos.. tenho piercing tbem.. so q no nariz, sei que um dia que ficar gravida vou ter que tirar..na barriga nao tenho.. pois tenho sei que nao sou "sarada" hahaha.. bjs

Jôka P. disse...

Acho que já nasci com tatuagens !
:)
Bjs, Laurinha !

Marcos Falcão disse...

Laurinha, adorei o post, ri muito com essa estória de prenha.
Eu não nasci de óculos nem de brincos mas hoje em dia, digo, de alguns anos pra cá eu tenho quatro furos e uso quatro brincos , duas argolas e dois brilhantes tudo de ouro branco, por não curto ouro dourado. Tudo começou com um só e a coisa foi pegando, fazendo outro furo... É, eu curto muito meus brincos, não tiro pra nada. Beijos

mariposo disse...

Brinco ?!?!!? o furo da minha até fechou, quando coloquei acho que por volta da era glacial passada era só sair de brinco na rua - eu chamado de viado, cansei dai só colocava o brinco a noite para ir as baladas, hoje em dia não uso ..... talvez para ficar diferente ...

Arquivo

   
eXTReMe Tracker