quarta-feira, julho 04, 2007

Domingo passado fomos ao cinema assistir o novo desenho animado da Pixar, Ratatouille.



O filme conta a estória de um ratinho francês chamado Remy que adora cozinhar e sonha em virar um grande chef de cozinha, mas só que claro, ele é um rato e seu sonho parece impossível. Mas aí um dia ele conhece um jovem desengonçado que trabalha como ajudante na cozinha num restaurante famoso. Acidentalmente Remy prepara uma sopa que termina virando o prato mais requisitado do restaurante. Só que todo mundo pensa que quem preparou a sopa foi o rapaz. Isto da início a uma parceria entre o rapaz e ratinho, e assim se desenrola a estória.

O filme é bom, a animação é excelente assim como todos os outros filmes da Pixar. Não é tão bom quanto The Incredibles, ou Monster Inc, por exemplo (na minha opinião, claro), mas mesmo assim vale a pena conferir, especialmente se você tem crianças em casa.

-

E falando nisso, a tarde no cinema nos custou a bagatela de $50 dólares. Não sei se tenho andado com a cabeça nas núvens que não tenho prestado atenção nessas coisas, mas tive que conferir os meus recibos um monte de vezes pra ter certeza que não tinham cometido um engano. Os três tickets nos custaram $22 dólares. Até aí tudo bem. Mas gastamos uns outros $27 em comida? me pareceu impossível. Pipoca, refrigerante, algodão doce.. É claro que um pacote de pipoca custa quase $5 dólares, e meu marido compra o copo de refrigerante maior que eles tiverem, que na verdade não é um copo, é um balde de refrigente, a coisa mais exagerada do mundo e tipicamente americana. Um baldinho de coca cola desses custa quase uns outros $5 dólares. E nessa brincadeirinha, se foram $27 dólares. Nessas horas eu sempre fico pensando como uma família grande faz pra se divertir nesse país, aonde tudo custa caro assim. Quem tem 2, 3 filhos. Não entendo.


-

Para todos aqueles que moram nos Estados Unidos, e estão celebrando hoje o Dia da Independência Americana, Happy and safe 4th July!

12 comentários:

leila disse...

Laurinha,

Eu nunca compro nada naqueles balcões de comida de cinema. Até no Brasil eles cobram super caro. O que eu faço é levar chiclete ou bala de casa (quando levo) e uma água dentro da bolsa. Não sou muito de pipoca, dá muita sede, às vezes aquelas casquinhas grudam no dente ou entalam na garganta!

Andréa N. disse...

É duro mesmo ir ao cinema nos EUA. A gente faz o seguinte: nunca vamos ao cinema pra ver os filmes convencionais. Esperamos sair tudo em DVD e pegamos pela Netflix. Só vamos ao cinema em eventos especiais, como festivais de cinema, etc. e sempre dividimos o refri e a pipoca, que são mesmo exageradamente grandes. Além disso não temos filhos, isso também ajuda. Nossa única filha fica em casa dormindo enquanto vemos o filme, pra depois levarmos a lindona lá embaixo pra fazer xixi, hehe.

HAPPY 4th, Laurinha!

Mariposo-L disse...

Realmente está muito caro mesmo, esse balde de coca-cola, é o fim da picada já cai num dessas .... O Cinemark, trouxe isso para cá, como alguem consegue devorar um balde de pipoca e balde de coca-cola ...

Um abração

Bruna disse...

Eu to doida pra assistir esse filme! Mas so estreia na sexta-feira... hoje eu assisti 13 Homens e outro segredo... é massa!
Bom, eu acho o cinema aqui mais caro visse... adulto é uns 12 reais e meia R$6 e a pipoca com refrigerante sai em torno de uns 13 reais...
Ai voce imagina quanto nao da todo mundo aqui em casa.

Thelma disse...

Pois é Laura, acho muito caro uma ida ao cinema aí e aqui! Eu já acho caro o ingresso (CAD 11), imagina se ainda vou comprar a pipoca?!? Pego o filme na locadora por uns 4, 5 dólares que ganho mais (infelizmente aqui no Canadá não tem Netflix).
Beijocas e happy 4th of July!

hotspot_fortaleza disse...

vou assistir esse ...



http://hotspotfortaleza.blogspot.com/

Lu Braga Triplett disse...

Laurinha, quero muito ver esse filme tambem, mas acho que vou esperar pelo DVD. Geralmente eu consigo esperar, mas confesso que e' um programinha que eu adoro fazer na sexta a noite: jantar e cineminha! Gracas as nossas eterna carteirinha de estudante (nao tem data de expiracao nelas), eu e Greg temos descontos nos tickets:). Fomos ver semana passada o filme de Angelina Jolie; ela esta divina no filme!
Esse fim de semana tem uma prima vindo me visitar e nos proximo tem um casal muito amigo meu vindo do Brasil ficar la me casa tb. Resumindo, meus planos daquele nosso churrasquinho vai ter que esperar um pouco... Mas me liga quando puder p/ gente colocar as novidades em dia, ok? Beijao!

Cynthia Zanon disse...

Eu sinto uma saudade de ir no cinema...mas o Brandon não gosta de ir e não vai, porque acha um absurdo o preço do cinema, e comilanças então, nem se fala.
Por isso ele juntou dinheiro, e comprou uma televisão 56" pra compensar.
Concordo contigo, tudo é caro demaisssss. Como é que a gente faz?!

Patrícia disse...

Ja faz um tempo que nao vamos ao cinema por causa do preco. A gente prefere sair pra jantar e pegar filmes na biblioteca, ja que e' de graca. Mas os que a gente quer realmente assistir, colocamos no Netflix antes do lancamento, assim, quando sai em video, ja estamos na listinha.
Beijos!

Maitê disse...

Laureti, acho que é por isso que todo mundo curte uma tevê por ai. Sair de casa é muito caro e dizem que o fast food é super barato.

Abs

Maitê disse...

Laurinha, achei bem melhor do que Quero ser John Malkovich. Mais bonito, mais interessante... Mas é meio viajão...

Abs

Jôka P. disse...

Seria como no Brasil gastar 50 Reais (que é a moeda local, óbvio) para um casal com filho ir ao cinema. Aqui acho que o ingresso é 17 ou 18 Reais, e ninguém come pipoca no cinema - mas come pizza depois. E tem o estacionamento também - ou o taxi.
Geralmente, os maridos brasileiros, depois do cinema e da pizza, passam na H. Stern e dão um presente - um anel de brilhantes ou esmeraldas - pras suas mulheres.
Isso é de praxe aqui.
Fica mais caro no Brasil, né ?

Arquivo

   
eXTReMe Tracker