domingo, janeiro 27, 2008

Laci Peterson

Parece que ontem a Globo exibiu um filme à respeito do caso de Laci Peterson, que acabou atraindo um monte de gente aqui para o meu blog, por conta de um post que eu escrevi algum tempo atras. O filme deixou dúvidas nas pessoas, que vieram me fazer algumas perguntas.

Tudo o que eu sei sobre o caso, é que Scott Petterson foi condenado à morte por injeção letal em Março de 2005, e agora senta no corredor da morte da San Quentin State Prison, na California.

Devido ao estado avançado de decomposição dos corpos quando encontrados, não foi possivel determinar como morreram Laci e o seu bebê.

Scott Peterson até hoje, apesar de todos os fatos e provas contra ele, mantém sua inocencia. A família de Scott mantem uma website para ele, criada com a intenção de inocentá-lo.
No decorrer do caso, ficou evidente que Scott é culpado.

3 comentários:

Jôka P. disse...

Laurinha, assisti ao filme até mais do que a metade, mnas depois cai no sono e não vi o final.
O ator que fazia Scott era aquele moreno que viveu Superman na série de TV, em que a mocinha era a que faz uma das Desperate Housewives.
Deu pra entender ou ficou confuso, Laurinha ?
Que pena que não vi ate o final, mas agoira lendo o seu post deu pra pegar o X da questão: ele matou a mulher grávida, fez um tipo de bonzinho o tempo todo e queria ficar com uma amante tolinha e babaca, mas acabou sendio descoberto e condenado.
Foi isso ?
PS:
O filme era PÉSSIMO. De quinta !

Bjs!

Sonho Meu disse...

Acompanhei a historia quando aconteceu esse crime barbaro. Mas o filme nao ví.
Ainda bem que aqui tem justiçaque funciona nao é mesmo. Ele é culpado até provar o contrario e nesse caso as provas estao todas contra ele. Merece sim ir pagar pelo crime.
bjos,
me

Neo Ertsem disse...

Olá Laurinha aqui é o Neo Ertsem, na verdade o que entendi no filme foi que ele tem dupla personalidade, pois quase no final do filme , ele ligou para a amante e disse que sabia quem tinha matado sua esposa e que ia contar p/ ela, dai a policia temendo que ele fosse matar ela foi na frente, foi quando ele descobriu que seu carro estava sendo monitorado 24 horas.
No meu ponto de vista ele fez bem em não aceitar fazer o uso do poligrafo, pois o poligrafo não é 100% confiavel, e ele não poderia ser condenado a morte, tendo em vista que tem uma personalidade dele que é um ser humano bom, enquanto a outra não pensou duas vezes e destruiu o corpo de uma mulher gravida e matou seu bebe ambos sua esposa e filho.ele precisaria ser tratado por um especialista em uma clínica, no mais adorei teu blog. é isso, t+

Arquivo

   
eXTReMe Tracker