terça-feira, outubro 25, 2005

Morre a Matriarca dos Direitos Civis Americanos.

Rosa Parks morreu ontem a noite, aos 92 anos, de causas naturais.



Numa noite de Dezembro em 1955, Rosa, uma costureira de 42 anos, saiu do trabalho, entrou num ônibus à caminho de casa, e sentou-se na parte de trás, dedicada aos negros.

Naquela época, em Montgomery, no Estado de Alabama era assim; os negros tinham que pagar a passagem ao motorista, sair do ônibus, e re-entrar pela porta de trás. As vezes o motorista partia com o dinheiro da pessoa, antes de lhe dar a chance de re-entrar no ônibus.
Se por um acaso a parte da frente do ônibus estivesse lotada (a parte dedicada aos brancos), os negros eram forçados a dar os seus lugares aos brancos.

Após a Guerra Civil Americana, leis ridículas de reconstrução exigiam que houvesse separação racial em ônibus, restaurantes e acomodações públicas em todo o Sul dos Estados Unidos. Os negros também eram impedidos de trabalhar em muitas partes do Norte.

Naquela noite de Dezembro, quando o ônibus começou a lotar, o motorista ordenou que Rosa desse seu lugar à um passageiro branco, e Rosa simplesmente se recusou. Por causa disso foi presa, o motivo era “conduta desordeira”, e assim deu-se início a uma revolução.

"I did not get on the bus to get arrested," disse ela. "I got on the bus to go home."
"Eu não entrei no ônibus para ser presa, eu entrei no ônibus para ir pra casa."


Rosa não foi a primeira a recusar ceder o seu lugar no ônibus. Duas outras mulheres já haviam sido presas pelo mesmo motivo. Mas quando os ativistas negros viram Rosa, eles viram nela o símbolo perfeito na luta contra a segregação. Uma mulher de princípios, trabalhadora, casada, moral irrepreensível, Rosa era o que estavam esperando.
Rosa concordou em entrar na luta, e desafiar as leis de segregação de Montgomery. Durante uma reunião secreta no meio da noite, do Conselho Político das Mulheres, 35 mil folhetos foram mimiografados para distribuição em todas as escolas negras no dia seguinte. A mensagem era esta:
“Nós estamos pedindo para todos os negros boicotarem os ônibus nesta segunda-feira em protesto à prisão e julgamento de Rosa Parks…. Se você tiver condições de faltar aula somente por um dia. Se você trabalha, tome um táxi, ou caminhe. Mas por favor, crianças e adultos, não ande de ônibus na segunda-feira!” E assim foi!

Martin Luther King Jr., que até então era muito pouco conhecido, liderou o boicote. Tal movimento deu início a luta pelos direitos civis dos negros americanos, e culminou em 1964 com o Ato Federal de Direitos Civis, que bania discriminação racial em lugares públicos . ‘Nós nunca mais voltaremos a usar um ônibus que funciona sob leis de segregação” disse o Reverendo.

Em 1988, em uma celebração em sua homenagem, Rosa Parks falou:
Eu estou deixando este legado para todos vocês.. para que traga Paz, Justiça, Igualdade, Amor e o senso de satisfação que a nossa vida deveria nos trazer. Sem visão, as pessoas definham, e sem coragem e inspiração, os sonhos morrem – o sonho da liberdade e da paz.”
*
Eu peguei isso la no Fernando. Gente, da so uma olhada na bela homenagem que a Apple fez para a Rosa Parks. Que coisa linda! Clica aqui

2 comentários:

Paulo disse...

Oi Laurinha,

Achei 10 o seu post, e legal da sua parte em contar isso pra gente.
Pois são de pessoas como a Rosa que precisamos aqui no Brasil.

Até mais. :-D

Laura disse...

Obrigada, Paulo! Foi noticia interessante, eu gosto de publicar.

Arquivo

   
eXTReMe Tracker