domingo, outubro 15, 2006

Vote Yes on 1

Você sabia que no Estado de Massachusetts só se pode comprar bebidas alcóolicas em lojas especializadas somente na venda do produto, as chamadas Liquor Stores?



Isto porque existe uma lei antiga, de 1932 que proíbe a venda em supermercados e outros tipos de lojas. A lei também limita o número total de licenças para a venda de álcool por cidade, impedindo que mais lojas possam ser abertas, e limita a quantidade de licenças à 3 para cada comerciante dentro do Estado inteiro.

Qual o problema nisso? Vários.
O primeiro dele é que este monopólio visível acarreta preços altos para os consumidores, e limita a nossa escolha. O segundo é que torna muito difícil para o pequeno empreendedor de investir no ramo. Uma licença dessas só se torna disponível com o fechamento de uma liquor store já existente, e geralmente é repassada para o novo comerciante por um valor altíssimo, deixando assim de fora o pequeno empreendedor.

Nos Estados Unidos inteiro só existem mais dois outros Estados com esta lei ridícula. São os Estados de New Jersey e South Dakota.

Nas Eleições de Novembro, o cidadão de Massachusetts terá o direito de escolher votando SIM no novo projeto de lei que aprovará a venda de vinhos em supermercados e outras lojas de produtos alimentícios, assim como aumentará o número de licenças por cidade, dando mais oportunidades para novos comerciantes.

Quem não está gostando nada, nada desta estória são as liquor stores existentes no Estado. No meu bairro elas pregaram os Stickers de Vote No on 1 por todo canto. Alegam que a venda de álcool nos supermercados facilitará a venda para os menores de idade, e causará falência dos comerciantes do ramo.
Que nada, a nova lei só aprova a venda de vinho para os supermercados. As liquor stores continuarão a dominar o restante do mercado. E pesquisas feitas no país inteiro indicam que vinho não é a bebida favorita dos mais jovens.

Por isso, se você mora no Estado de Massachusetts vote SIM na questão 1

Visite a website oficial para mais informações

20 comentários:

Megui disse...

pra nós vindo de uma cultura - digamos - festiva, essa paranóia e exceso de controle em relação ao álcool é demais. Existe tanto controle em relação à nossa vida privada.

Marcia disse...

Laurinha todas as cidades que visitei fora do Brasil, vendem bebidas em lojas especializadas. Em Sydney por exemplo, meu marido perguntava por "liquour store" mas ninguem sabia o que era até ele descobrir que lá elas chamam de Botthe Shop.

Jôka P. disse...

Laurinha, não aguentei muito tempo fora dos blogs.
Não existe ex-viado, ex-puta e nem ex-blogueiro.
Coisas de Jôkinha...
Beijos e obrigado pela força !

Princesse du' Charme disse...

Toda vez eu esqueço de te perguntar...como é que se faz Margarita?!
heheh

Laura disse...

Laurinha... fazia tempo eu não vinha aqui, pedi todos os links, tenho que ir em algum blog amigo e procurar :)
Gostei do seu presente ai embaixo, deve ser bem legal. Bjs laura

Pry disse...

Aqui em NJ.. bem falado, no comeco estranhei quando nao achei bebidas em mercado, tinha que ir num lugar especifico"liquors" .. e ainda varia de preco cada uma.. boa semana ai!

Anônimo disse...

Quais os motivos para a existência dessa lei??
Boa semana! Beijus

cilene disse...

aqui e assim tambem

Tom, um ser diferente... disse...

Laurinha,
Disso eu me orgulho desse nosso Brasilzão. Posso me levantar agora, às 22h, ou de madruga, de quiser tomar um porre, terá sempre um supermercado 24h vendendo minha vodka preferida, ou meu whisky favorito.

Olha, minha internet pifou a tarde inteira, só estou postanto aqui agora porque estou em casa.

Beijos

Tom

Cynthia Zanon disse...

Eu que gosto de um vinho e uma cervejinha...fiquei pensando nesse monopólio. Não está com nada. Aqui em Virgínia vc pode comprar cerveja em qquer lugar, até em posto de gasolina, e supermercados. Agora...me mudo pra perto, mas outro Estado: Maryland. Lá não vende em supermercado, preciso ver onde vou encontrar minha cerveja. Pois é...cada Estado, uma história pra contar...dose né.

chiqueiro disse...

Eh..USA não é fácil mesmo!!

pecus disse...

Legal o novo visual.

Zee disse...

Caramba, custei a conseguir abrir a caixa de comentario. Nao sei que pendenga e essa, ate no meu blog da pau.
Laurinha, eu ando seca minha nega. Desde que vim la de Gallup com 3 garrafas gordas de vinho e fui parada pela policia indigena. Ahahah, eu nao sabia de nada, mas aqui na tribo (hohohoho) indio nao pode beber. Diz a medica minha vizinha, que a lei nao aplica a nao Navajos, mas o policial cagou e andou e me mandou entornar na beira da estrada. Eu, com muita pena, tive que jogar fora a bebida. Motivo da lei: indio bebe pra caralho. O que tem de bebado zanzando por aqui nao e mole. Agora, nao adianta nada essa lei contra bebida na reserva, porque eles dao sempre o jeitinho. Nao adianta proibir, o proibido e mais gostoso. Outro dia rolou um rega-bofe na vizinha, tomei 3 canecas!!! Voltei pra casa mais pra la do que pra ca, mas zuzubem!
Beijos

Laura disse...

Ate bem pouco tempo era ainda pior, porque essas lojas nao abriam aos Domingos. Meu marido diz que deve ter a ver com religiao, sei la

Laura disse...

Zee, morri de rir com a sua estoria. Mas puxa, acho que nao dava para eu morar por ai nao. Eu gosto de um vinhozinho de vez em quando depois do jantar, e uma margarita ou mojito nos finais de semana. Muda pra ca :)

Maitê disse...

Oi Laureti!!!

Pois é, meu cunhado morou anos nos EUA e disse que o pessoal não bebe durante a semana, mas quando bebe, bebe até cair...
heheh
Acho absurdo que só uma loja venda isso, pois isso me parece formação de cartel, com a diferença de que é spo uma loja. Dai els cobram o que eles quiserem, né? Bjos

Jôka P. disse...

OIÊ !!!!

Tom, um ser diferente... disse...

Laurinha,
Lá em Piri eu levei repelente, mas Vida é alérgico, entao, se eu passasse em mim, nao ia poder chegar perto dele! Entao preferi os mosquitos a ter que ficar longe.
Beijos,
Tom

Jonas Prochownik disse...

Laurinha, e claro que vinho deve ter a venda liberada em supermercados. So faz bem a saude e ate os medicos recomendam. Bjs. do amigo Jonas.

Laura disse...

TOM, então está explicado ;)

JONAS, concordo, plenamente!

Arquivo

   
eXTReMe Tracker